APRENDA 7 LIÇÕES DE POKER COM A ARTE DA GUERRA

Você já leu o mesmo livro duas vezes? Recentemente fiz exatamente isso com um livro, aprendi algumas lições incríveis e resolvi compartilhar contigo nesse texto: Aprenda 7 Lições de Poker com a Arte da Guerra.

Sun Tzu

Em um primeiro momento até pode soar estranho: “como assim perder meu tempo lendo aquele livro de novo?”. Talvez, se você for um pouco mais cético em relação a conteúdo pode pensar: “qual a relação do poker com a arte da guerra?”.

Mas foi exatamente isso que eu fiz e pude constatar diversas semelhanças entre o assunto do livro e a nossa vida como jogador de poker que não havia percebido da primeira vez.

Acredito que o mesmo vale para outras coisas. Por exemplo podemos viajar para o mesmo lugar várias vezes, mas a experiência de cada viagem será única e completamente diferente.

Insight de ouro: leia mais de uma vez o mesmo livro e você terá um livro completamente diferente a cada leitura.

Nesse artigo vou compartilhar 7 lições imperdíveis que aprendi no livro A Arte da Guerra e você pode aplicar no seu dia a dia.

Você vai descobrir como um general pode ajudar você a se tornar um jogador de poker melhor e mais preparado para os desafios.

Até porque todo jogo começa bem antes das cartas serem distribuídas, assim como uma guerra não se inicia apenas quando a primeira bomba explode.

Muita coisa está envolvida, diversas variáveis são levadas em consideração antes de tudo realmente acontecer. E é papel de um bom jogador de poker se planejar para tomar as melhores decisões.

Separei alguns trechos do livro e fiz algumas reflexões sobre o assunto. Por favor, leia até o final e deixe um comentário se algo fizer sentido pra você.

TRECHO #1

O general que vence a batalha é aquele que, no templo ancestral, efetuou muitos cálculos detalhados e avaliações prévias e considerou que a maioria dos fatores está a seu favor. O general que perde a batalha é aquele que, no templo ancestral, faz poucos cálculos de antemão[…] Se eu sempre observar a partir dessa perspectiva, posso antever a vitória e a derrota, que me serão evidentes!“.

O exercício de um jogador de poker em qualquer situação no poker é exatamente esse: efetuar cálculos, analisar ranges, odds, entre centenas de outras informações.

Quando isso se torna um hábito nós conseguimos tomar melhores decisões mais vezes. Isso é o que um general do poker faria. Ele jamais sentaria numa mesa sem estar realmente preparado.

TRECHO #2

Os guerreiros vitoriosos vencem antes de ir à guerra, enquanto os derrotados vão à guerra e só então procuram a vitória.

Você (sinceramente?) está pronto para a vitória? O quão preparado está?

Hoje você joga pra ver se vai ganhar ou começa sua ‘session’ confiante que vai “matar” seus oponentes?

TRECHO #3

No meio do caos, há também uma oportunidade.

Se você está passando por um momento difícil saiba que esta pode ser a hora da virada do jogo. Se desistir não é uma opção o sucesso se torna inevitável.

Muitos jogadores desistem no meio do caminho. Alguns “vomitam a sessão” logo na primeira bad beat. Outros sequer enfrentam o problema.

Colocar a culpa nos outros, no site, na sorte é muito cômodo. Porém jogar a poeira pra debaixo do tapete não resolve nada.

O que você fez diferente hoje para buscar novos resultados? Trabalhe duro e você será recompensado!

TRECHO #4

A invencibilidade está na defesa; a possibilidade de vitória, no ataque. Quem se defende mostra que sua força é inadequada; quem ataca, mostra que ela é abundante.

Um dos fatores mais lucrativos no poker é a agressividade. Se você nunca se coloca na posição de agressor para pressionar seus oponentes vai ser muito difícil ter sucesso.

Se tratando de torneios de poker isso fica ainda mais evidente. Você vai precisar se movimentar para chegar longe. Mas somente quem ataca consegue um resultado satisfatório.

Insight de ouro: existem 2 formas de vencer no poker: ter a melhor mão ou fazer o vilão foldar. O que é mais fácil?

TRECHO #5

Aquele que é prudente e espera um inimigo imprudente será vitorioso.

Aquele que é prudente e espera um inimigo imprudente será vitorioso.

O Poker é um jogo de erros. Faça o seu oponente jogar de maneira imprudente (lembre-se do teorema fundamental do poker), cometer erros maiores e mais caros e você ganhará dinheiro.

TRECHO #6

Quando próximo, finja estar longe. Quando longe, finja estar próximo.

No poker existe aquela máxima: fraqueza mostra força e força mostra fraqueza. Tente sempre não deixar seu jogo facedup, ou seja, muito escancarado do que você pode ter.

Blefe jogando da mesma maneira caso você tivesse um AA pré-flop. E jogue por valor do mesmo jeito que jogaria caso estivesse blefando. 🙂

TRECHO #7

Se conhecemos o inimigo e a nós mesmos, não precisamos temer o resultado de uma centena de combates. Se nos conhecermos, mas não o inimigo, para cada vitória, sofreremos uma derrota. Se não nos conhecemos, nem ao nosso inimigo, sucumbiremos em todas as batalhas.”

O poker, acima de tudo, é um jogo de pessoas e você deve tratá-las exatamente desse jeito. Pessoas diferentes possuem sentimentos, pensamentos, conhecimentos e ações também diferentes umas das outras.

E o bom jogador de poker faz suas jogadas sabendo exatamente contra quem está jogando e, por isso, nunca perdem no longo prazo.

Num mundo onde o que dita as regras é a informação, no jogo não é diferente. Apenas com algumas ferramentas você consegue mapear todo o seu adversário para definir a melhor estratégia contra ele.

Por fim… me responde uma coisa: gostou desse artigo? Então desce o dedo na rede social abaixo e compartilha com seus seguidores:

Caso você tenha algo a acrescentar nesse post deixe o seu comentário de sugestão, dúvida ou elogio. Será um prazer conversar contigo!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *