SOBRE

Olá! Eu sou o Gabriel Fagundes e criador do site e canal Grinder Style Poker e se você já se perguntou…:

  1. “É realmente possível viver de poker ou ter uma renda extra no Brasil?”
  2. “Consigo evoluir meu jogo de forma gratuita sem ter que pagar um coaching?”
  3. “Poker ‘dá’ dinheiro?”

… então, você está no lugar certo.

VEJA COMO O BLOG GRINDERSTYLE PODE AJUDAR VOCÊ A EVOLUIR NO POKER

Em 2013 estimávamos ter em nosso país cerca de 5 milhões de jogadores (adeptos) de poker. Com o crescente aumento de popularidade hoje esses números podem parecer pequenos para nossa realidade.

A esmagadora maioria dessas pessoas são recreativas. Jogam apenas para se divertir com os amigos ou por simples hobby.

E isso não acontece somente por aqui, é no mundo inteiro.

O número de jogadores profissionais cresce a cada dia. E pessoas que levam o jogo como uma segunda fonte de renda também. Mas embora seja um jogo onde utilizamos o baralho como item principal, o poker tem muito mais informação e técnica do que as pessoas imaginam.

Então, se sabemos que o jogo envolve técnica e seres humanos, tem sucesso aquele que conseguir tomar as melhores decisões.

E o nosso papel aqui é fazer você aprender o poker de forma fácil, simples, objetiva e gratuita.

Em menos de dois anos de existência conquistamos os seguintes números:

  • Mais de 110.000 visualizações no YouTube;
  • Quase 15 mil seguidores nas redes sociais;
  • Aproximadamente 60 mil dólares de lucro com os alunos dos programas de coaching;
  • Mais de 7 mil dólares de lucro em parceria com o Evolution Poker Team em torneios micro stakes;
  • Mais de 500 jogadores treinados;
  • Cerca de 200 vídeos gratuitos disponibilizados na internet;
  • 100% de satisfação dos alunos em diversos programas de coaching;

Por isso estamos aqui para ajudar você a entender quais são os ingredientes necessários para obter sucesso no poker.

Não existe segredo. Apenas muito tempo de estudo e prática.

Afinal, a dedicação é sua maior aliada no jogo. Qualquer pessoa tem plena capacidade de atingir resultados tão satisfatórios ou até melhores do que esses.

Então, está disposto a sair de vez da inércia no poker? 

Se a sua resposta foi SIM faça agora o download do e-book grátis sobre os 11 Erros que Matam sua Lucratividade no Poker. Mais de 5.000 jogadores inteligentes já receberam essas informações. Junte-se a eles nessa jornada!

 

SOBRE O FUNDADOR GABRIEL FAGUNDES

Nascido e criado na cidade de Cordeiro, interior do Rio de Janeiro, onde residi até o ano de 2009.

Era dezembro de 2009 quando recebi a confirmação da minha aprovação para uma faculdade paulista. E foi lá que conheci o poker, na terra da garoa através de alguns amigos da faculdade. Inicialmente como a maior parte das pessoas assistia as transmissões da ESPN, jogava freerolls e home games levando o jogo como passa tempo. O único objetivo era reunir os amigos, beber cerveja e dar boas risadas.

Por falar em faculdade, concluí a graduação em 2014 no curso de Ciência da Computação, carreira no qual segui durante aproximadamente 4 anos.

No meio desse período de faculdade o poker tomava cada vez mais espaço nos meus dias. Desde horas e horas de estudo até torneios online e ao vivo nos maiores clubes de São Paulo.

E foi em janeiro de 2012 juntamente com meu primo Vinícius fizemos um grande sacrifício para participar da primeira turma do curso do Caio Pessagno.

O dinheiro para investir no curso foi emprestado e confiantes de que aquilo poderia ter um grande retorno fomos participar e ter uma nova visão do jogo.

“Quem quer fazer alguma coisa, encontra um MEIO.
Quem não quer fazer nada, encontra uma DESCULPA.”

Após o curso tivemos resultados muito bons e a vontade e busca por conhecimento só aumentava. Em poucos meses paguei o curso e já começava de fato a lucrar com o poker.Não sei se você também passou ou passa por isso, mas meus dias não rendiam nada enquanto não chegava em casa para estudar mais e colocar os aprendizados em prática. Dormia pensando em poker, acordava tentando encontrar uma saída para aquela mão do dia anterior.

Ia para o trabalho com artigos impressos e livros nas mãos. Ouvindo os antigos podcasts da cardplayer no metrô.

Assinaturas de escolas online, revistas, compras de livros e leituras em fóruns e artigos online se tornaram bastante comuns.

Isso durou mais ou menos 1 ano.

Em 2013 iniciaram as primeiras grandes seleções para o Akkari Team. Essa foi uma meta pessoal que eu decidi encarar.

Me inscrevi nas duas primeiras seleções sem sucesso. Continuei a dedicação e a participação no coaching com o campeão mundial de poker, Thiago Decano foi apenas uma das coisas que fiz para dar mais um passo a frente.

Experiência prática incrível, visão de jogo fantástica, muito conteúdo e até hoje não esqueço do strogonoff preparado por sua mãe. hehehe 🙂

Depois de algumas semanas felizmente fui chamado para o que era um dos maiores projetos de poker do mundo.

A entrada e participação no Akkari Team foi uma imersão no verdadeiro mundo do poker durante 40 dias, dividindo espaço 24 horas por dia com outros jogadores e alguns eu tinha como ídolos no jogo.

Todas as conversas, discussões, horas e horas de grind com a galera do time (Leonardo Bueno, Pedro Padilha, Ban Martins, Headao, Culica, Rafa) fizeram meu jogo crescer vários e vários anos em poucas semanas.

Essa turma de novembro e dezembro de 2013 tinha algo especial. Além dos grandes talentos, uma novidade mexia com minha cabeça. Era a parceria Akkari Team/Steal Team, onde os alunos que mais tivessem destaque e evolução poderiam ser indicados para o time de João Bauer. o/

Meus últimos dias de QG foram coroados com uma participação e ida ao BSOP (Brazilian Series of Poker) e acompanhar bem de perto a FT do Pedro Padilha com a torcida em pleno rail foi algo indescritível.

A cada mão parecia um maracanã o salão do hotel Holliday Inn. A parte triste dessa história é que perdi boa parte da mesa final porque tive que me deslocar até a faculdade para apresentar o TCC. Vida fácil ou não? 🙂 Infelizmente nosso representante tinha sido eliminado numa incrível bad beat.

Bads que são bastante comuns em nosso meio. E se você não sabe ainda como lidar com ela e costuma quebrar seus mouses e teclados tá esperando o que pra solicitar seu e-book sobre Como se Livrar das Bad Beats?

Enfim, acabou o millions e em seguida nosso período no QG. Voltando pra casa com a sensação de dever cumprido e de ter aproveitado a oportunidade que muitos gostariam de ter.

Mas ao mesmo tempo com enorme curiosidade, motivação, alegria por estar chegando em um nível que até então não sabia que seria possível atingir.

Longos dois meses de espera, em janeiro de 2014, recebo o contato via skype do Evandro, um dos administradores do Steal.

Pronto! Estava fechado um ciclo, um sonho.

Participar de um time repleto de jogadores top, como: Larissa Metran, João Bauer, Evandro, Padilha, F1oba, entre outros, foi mais uma das experiências que não tem como descrever.

Joguei pelo Steal Team durante todo o ano, quando foi encerrada a parceria entre os times. Em maio decidi focar meus esforços e tentar viver exclusivamente do poker.

Depois da saída passei cerca de 5 meses jogando por conta própria. Mas senti que meu jogo estava estagnado e tinha parado de evoluir. Era a hora de amolar o machado pra seguir em frente.

Foi quando vi a oportunidade de entrar para o Bedias Team. Mais uma grande vivência que aconteceu de janeiro até setembro de 2015.

Hoje eu amo o que faço e nada me deixa mais feliz que comentários dizendo como o conteúdo do blog ou o vídeo do meu canal teve uma participação no crescimento do jogo de alguém.

AJUDE E SEJA AJUDADO.

Existe uma frase muito interessante que li em um livro cujo autor não me recordo agora.

“QUER IR RÁPIDO? VÁ SOZINHO. QUER IR LONGE? VÁ ACOMPANHADO!”

No poker isso é muito forte. Parece que quanto mais ajudo as pessoas, mais as pessoas querem me ajudar.

Quanto mais estudo, mais tenho sorte.

Se você deseja trabalhar diariamente comigo nessa jornada e busca pela maestria no poker insira seu email abaixo e se cadastre para receber as melhores estratégias e dicas que posso te enviar.